séculos atrás, em uma época que agora chamamos de Idade das Trevas, regiões inteiras do mundo eram desconhecidas. Havia focos de civilização, cada qual com suas próprias raças e culturas. Uma dessas regiões era Khakabad, um rincão sombrio no final da terra, também conhecido como o Fosso dos Vermes.

A Civilização e a Ordem eventualmente espalharam-se pelo mundo, desde a descoberta da Coroa dos Reis por Chalanna, o Reformador, do reino de Femphrey. Com a ajuda da Coroa, Chalanna tornou-se Imperador do maior Império do mundo oriental. Essa coroa mágica tinha poderes misteriosos, concedendo qualidades de liderança e justiça sobrenaturais ao seu possuidor. Mas, as ambições de Chalanna não eram de conquista. Ao contrário, ele desejava estabelecer nações-estado pacíficos, alinhados a Femphrey. Assim, em sua sabedoria, passou a fabulosa coroa para os governantes dos reinos vizinhos e, com o auxílio de seus poderes mágicos, uma a uma essas terras começaram a viver uma prosperidade nunca antes conhecida.

O caminho estava estabelecido. Cada governante possuiria a Coroa dos Reis por um período de vinte anos, nos quais estabeleceria ordem em seu reino e se aliaria à crescente Aliança Femphrey. Até então, os reinos de Ruddlestone, Lendleland, Gallantaria e Brice tiveram a sua vez com a coroa. Os benefícios foram imediatos. Guerra e discórdia eram virtualmente desconhecidos. Finalmente, as estradas e campos se tornaram lugares livres de violência.

Foi então que o Rei de Analand recebeu a Coroa dos Reis, em meio a uma grande e suntuosa cerimônia e, desse dia em diante, o desenvolvimento de Analand estava garantido. Ninguém sabia como a Coroa dos Reis podia ter um efeito tão grande de melhoria sobre toda uma nação. Alguns diziam que era inspiração divina; outros, que seu poder estava apenas na mente. Mas, uma coisa era certa – seus efeitos eram inquestionáveis. Tudo estava bem em Analand, até a Noite da Lua Negra.

O Rei foi o primeiro a descobrir que a Coroa sumira. Levada nessa noite sem estrelas pelos Homens-Pássaros do Alto Xamen, a Coroa estava a caminho de Mampang, nos ermos e bárbaros territórios de Kakhabad. Notícias vindas das Baklands davam conta que a Coroa estava sendo levada para o próprio Arquimago de Mampang, cujas ambições eram de tornar Kakhabad um reino unificado sob seu comando!

Apesar de Kakhabad ser uma terra perigosa e vil, ela era em si mesma uma ameaça pequena para os reinos vizinhos. A falta de governos e lideranças significava a inexistência de exércitos unificados, e suas lutas internas mantinham a população caótica permanentemente ocupada. Mas, com a Coroa dos Reis para estabelecer uma ordem, Khakabad seria potencialmente um inimigo mortal para todos os membros da Aliança Femphrey. Kakhabad é uma terra devastada, enclausurada pelas traiçoeiras Montanhas Shamutanti ao oeste, a intransponível cordilheira de Mauristatia ao Norte, os malditos Picos Zanzunu ao leste, e banhada ao sul pelo tempestuoso e feroz Mar de Kakhabad. Apesar da aridez e vastidão dessa terra, ela é habitada por populações ferozes, com povos inteiros forjados na guerra e no medo, dividindo espaço com horrores que espreitam nas paisagens desoladas e praticamente inabitadas. A jóia maldita de Kakhabad é Kharé, o Porto dos Ardis, a cidade refúgio para criminosos de todo o Mundo Antigo. Apenas os mais perigosos e brutais tripulações conseguem atravessar o Mar de Kakhabad e subir o Rio Jabaji até chegar ao Porto dos Ardis. Tal nome se deve à violência que impera como lei nessa cidade sem poderes organizados.

Tal foi a vergonha que caiu sobre Analand devido à perda da Coroa, que todos os benefícios conseguidos durante os dois primeiros anos sob seu auxílio logo desapareceram. A lei, a ordem e a moral se desfaziam com a eclosão de guerras civis nos campos e cidades. O Rei perdeu a confiança de seus súditos, e territórios vizinhos olhavam de maneira suspeita por sobre suas fronteiras. Havia até mesmo o murmúrio de invasões iminentes se aproximando.

Uma esperança, no entanto, permanecia. Alguém deve seguir para Mampang e resgatar a Coroa dos Reis. Não um exército, pois uma força militar jamais sobreviveria à perigosa jornada, mas sim um pequeno grupo de Aventureiros bravos o suficiente para aceitar tal empreitada. Somente o retorno em segurança da Coroa dos Reis fará com que a maldição terrível que se abateu sobre Analand seja retirada. Vocês são voluntários para essa busca, contatados por secretamente por agentes do Rei. Sua missão é clara: vocês precisam cruzar Kakhabad até a Fortaleza de Mampang e trazer a Coroa dos Reis de volta, custe o que custar!

Sorcery!

jnsbmm HarijanD carlosgautama01 luiztrevia88